Matéria do blog Repórter Tempo /Ribamar Corrêa.

A julgar pela movimentação que agitou os bastidores da aliança partidária que tem comando no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino (PCdoB) começou a se movimentar de fato para resolver a equação mais complicada que até agora aterrissou na sua mesa de decisões políticas: definir os nomes que preencherão as duas vagas de candidato a senador na chapa que vai liderar como candidato à reeleição. O governador terá de bater martelo a favor de dois de uma lista de quatro nomes: José Reinaldo Tavares (PSB a caminho do DEM), Weverton Rocha (PDT), Eliziane Gama (PPS) e Márcio Jardim (PT). Os dois escolhidos terão o desafio de enfrentar nas urnas as candidaturas do deputado federal e ministro do Meio Ambiente Sarney Filho (PV) e do senador, ex-governador e ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB), entre outras em estado de amadurecimento, como a do prefeito de Santa Rita Hilton Gonçalo (PCdoB).

Por mais simples que possa parecer, não se trata de uma equação de solução fácil, pois vai agradar a dois grupos e desagradar a dois grupos, o que exigirá do governador uma forte dose de habilidade e outra de firmeza, para evitar que a estrutura da aliança partidária que sustenta seu Governo e o seu projeto de reeleição venha a sofrer desgastes ou até mesmo defecções.

Os quatro nomes que disputam as duas vagas estão se movimentando, o que poderá produzir um resultado surpreendente, bem diferente do que foi rascunhado até aqui. Para o governador Flávio Dino, independentemente de firulas pessoais que poderão vir à tona após a definição dos dois nomes, o importante é vencer as eleições. “O resto se ajeita depois”, como costuma dizer um governista com os pés no chão.

Faz sentido a maioria esmagadora dos observadores apontarem o deputado Weverton Rocha como nome certo na chapa. É um político jovem, aguerrido, audacioso, que conquistou o coma do

PDT no Maranhão, é líder da bancada do partido na Câmara Federal e tem assento de destaque no comando nacional pedetista. Conta com o apoio incondicional do prefeito de São Luís, Edivaldo Jr. (PDT) e ocupa espaço expressivo no núcleo mais próximo de aliados do governador Flávio Dino. Até aqui, ninguém duvida de que o jovem líder pedetista é nome forte para o Senado, a começar pelo fato de que vem construindo com competência uma enorme rede de apoio político ao seu projeto de candidatura, que é um dos mais sólidos até aqui. Ao mesmo tempo, as pesquisas feitas até aqui para identificar as tendências do eleitorado têm mostrado que Weverton Rocha ainda não deslanchou no plano eleitoral. Poucos são os que duvidam de que, porém, de que ele é nome certo na chapa da Situação.

O ex-governador José Reinado Tavares, que chegou a ser apontado como carta fora do baralho na aliança governista, ganhou músculos nos últimos dias com a definição de que ele deixará o PSB para se filiar ao DEM, dentro deu grande acordo que levará o Democratas a integrar a base de sustentação do governador Flávio Dino. Embalado por uma ampla rede de apoio político, que congrega parlamentares, prefeitos e vereadores em todo o Maranhão, o atual deputado federal é apontado nas pesquisas como um dos pesos pesados para essa disputa, ocupando posições expressivas no na preferência do eleitorado.

Vista por mitos como caminhando para a aposentadoria política depois do fiasco que foi a sua candidatura à Prefeitura de São Luís em 2016, a deputada federal Eliziane Gama vem dando a volta por cima aparecendo em várias pesquisas como líder na preferência do eleitorado na corrida ao Senado. Ao contrário dos dois outros concorrentes, Eliziane Gama mostra potencial eleitoral, mas não conta ainda com um suporte político que possa embalar sua candidatura. Na semana que passou, ele ganhou o apoio de todas as denominações da Assembleia de Deus. A maior, mais politizada a influente corrente evangélica do Maranhão, um passo largo para consolidara sua candidatura.

Márcio Jardim, que ocupou até pouco tempo a Secretaria de Estado de Esportes, vem despontando como a opção do PT para pleitear uma das vagas de candidato a senador. Até aqui nenhuma voz governista disse sim ou não a esse projeto, mas dentro do PT o nome do ex-secretário ganha força, posição reforça com o fato de ele ter aparecido com 7% de intenções de voto, com tendência a evoluir. Além disso, recebeu o aval da cúpula nacional do PT para ser o nome que o partido indicará ao governador Flávio Dino para disputar a senatória, o que poderá fortalecer o seu projeto eleitoral.

As especulações são muito intensas, e a mais forte delas, forjada durante a semana que passou, é a de que o palácio dos Leões já teria batido martelo na dupla Weverton Rocha-José Reinaldo Tavares, vista por muitos como a composição mais forte. Há também quem aposte na dupla Weverton Rocha-Eliziane Gamam tendo também os que apontem a José Reinaldo-Eliziane Gama como a ideal, e por aí vai… A palavra final será dada pelo governador Flávio Dino, após naturalmente ouvir as lideranças da aliança governista.

17 de dezembro de 2017

Com nomes fortes à disposição, Flávio Dino terá dificuldades para definir candidatos ao Senado

Matéria do blog Repórter Tempo /Ribamar Corrêa. A julgar pela movimentação que agitou os bastidores da aliança partidária que tem comando no Palácio dos Leões, o […]
16 de dezembro de 2017

Vitória do Mearim ganha Patrol por meio de Indicação de Júnior Verde

O deputado Júnior Verde (PRB) entregou, na última quinta-feira (14), no Palácio Henrique de La Roque, mais uma máquina motoniveladora (Patrol), desta vez, para Vitória do […]
14 de dezembro de 2017

AL emite Nota de Pesar sobre falecimento do jornalista Othelino Alves Filho

NOTA DE PESAR A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão lamenta informar, com imenso pesar, o falecimento do jornalista Othelino Alves Filho, ocorrido na tarde desta […]
14 de dezembro de 2017

Morre, em São Paulo, o jornalista Othelino Filho, pai do deputado Othelino Neto

Assecom/ Agência Assembleia Faleceu na tarde desta quinta-feira (14), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), o  jornalista Othelino Alves Filho, pai do deputado Othelino […]