Após o relator da Lava Jato, Edson Fachin, separar o caso de Aécio do inquérito sobre Temer e Rocha Loures, as investigações sobre a JBS, envolvendo Aécio, serão conduzidas pelo ministro Marco Aurélio. 

A escolha foi feita nesta quarta feira (31), através de sorteio. O entendimento das investigações entende que Aécio atuou como presidente do PSDB no congresso, enquanto Temer e Rocha Loures teria atuado defendendo os interesses da JBS junto ao governo.

A defesa do tucano alegou que a cifra de dois milhões de reais se tratou por “duas pessoas privadas”, na intenção de afastar o servidor público do alvo, e acrescentou informando que o destino do recurso era para pagamento da defesa do senador. 

Já o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que Temer é Aécio atuavam juntos no sentido de prejudicar os avanços conduzidos pela operação Lava Jato.

31 de maio de 2017

Ministro Marco Aurélio vai conduzir investigações sobre Aécio

Após o relator da Lava Jato, Edson Fachin, separar o caso de Aécio do inquérito sobre Temer e Rocha Loures, as investigações sobre a JBS, envolvendo […]
31 de maio de 2017

Moleza! Ex governador do DF já saiu da prisão. 

O ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz foi liberado nesta quarta-feira (31) pela manhã. Saiu da cadeia e foi direto pra casa. O político foi preso […]
30 de maio de 2017

Reforma trabalhista deve ser votada no plenário do Senado em 2 ou 3 semanas, diz relator

Agência Reuters  O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), afirmou nesta terça-feira que a proposta deve ser votada no plenário da Casa em […]
29 de maio de 2017

Presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, recebe alta.

NOTA O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho (PDT), recebeu alta do hospital Unimed, nesta segunda-feira (29), em Teresina, após recuperar-se de cirurgia […]